UIVANDO PELO MUNDO ...

Seja bem vindo ao Uivo da Loba

center>

domingo, 27 de novembro de 2016

Gosto

Gosto do brilho dos teus olhos, dos teus tormentos, dos teus demônios, da profundeza da tua alma, dos teus mergulhos e teus delírios. Do teu jeito de encontrar tesouros na escuridão.

Gosto das tuas ideias, teus pensamentos, da tua contradição. Gosto dos teus equívocos, dos teus espantos e do teu desejo de ir além.

Gosto dos teus temperos, teus desatinos, da tua ira, tua loucura, dos teus escudos, tuas esquivas. Da sensibilidade que é tua cura, que te envenena, que te mata e fortalece, que te faz ser mais.

Gosto do teu gosto, do teu gozo, do teu sexo, dos teus cheiros, da tua pele em carne viva que sangra, que grita e vibra.

Gosto da tua língua, teu idioma, da força das tuas verdades, dos teus enredos, tuas mentiras, tua maldade. Gosto dos teus sentidos, dos teus opostos, das tuas lutas, tua coragem, teu santo forte, tua lealdade, do jeito fiel de seguir teu coração.

Gosto dos motivos por que gosto de ti.


Pra ti meu lindo... sempre pra ti.


Texto do blog Bastidores do Cotidiano

Em 22-11-2012

Obrigada

Obrigada meu Deus pela boa vida...
Pela minha filha que é a razão de tudo...
Pela oportunidade de amar de novo e ser amada...
Pelos bons e verdadeiros amigos que me cercam...
Por ter mais momentos felizes do que tristes...
Por nunca ter desistido e nem perdido a fé...
Por minha capacidade de amar e perdoar...
Por ser feliz na riqueza e também nos momentos mais difíceis que já passei...
Por ter superado vícios, por ter superado medos, por ter tido a capacidade de me reinventar quando isto se fez necessário...
Pela saúde...
Por manter em mim a chama da esperança...
Por me deixar ser essa criança que se esqueceu de crescer...
Por ser eu mesma...
Obrigada por nunca ter desistido de mim quando eu mesma não acreditei...
Obrigada pelo presente... a vida!!!


Loba

Escrito em 27-11-2012

terça-feira, 22 de novembro de 2016

Vive O Instante Que Passa.


Vive o instante que passa.
Vive-o intensamente até à última gota de sangue.
É um instante banal, nada há nele que o distinga de mil outros instantes vividos. E no entanto ele é o único por ser irrepetível e isso o distingue de qualquer outro. Porque nunca mais ele será o mesmo nem tu que o estás vivendo.
Absorve-o todo em ti, impregna-te dele e que ele não seja pois em vão no dar-se-te todo a ti.
Olha o sol difícil entre as nuvens, respira à profundidade de ti, ouve o vento.
Escuta as vozes longínquas de crianças, o ruído de um motor que passa na estrada, o silêncio que isso envolve e que fica. E pensa-te a ti que disso te apercebes, sê vivo aí, pensa-te vivo aí, sente-te aí. E que nada se perca infinitesimalmente no mundo que vives e na pessoa que és.
Assim o dom estúpido e miraculoso da vida não será a estupidez maior de o não teres cumprido integralmente, de o teres desperdiçado numa vida que terá fim.


Vergílio Ferreira.


Texto retirado da Página Lua Poética

Boa noite meus blogue amigos, ando ausente eu sei, mas de fato o tempo me está escasso, mas acredito que até o fim do mês e começo de Dezembro já retorno a ativa no blogue, deixo bjuivos no coração de todos.

Loba.

sábado, 8 de outubro de 2016

Perfeição






Perfeição é uma vida gerando outra vida!







Bjuivos no coração de todos que por aqui passarem.
Ótimo fim de semana.



Loba

sexta-feira, 7 de outubro de 2016

Mãos

Tuas mãos, alecrim
Teus cabelos, Mar
O sal da Terra
Sol
Quando no caos nada me resta, a não ser a dor de minha própria solidão é aí que me encontram as tuas mãos!

Loba.

Para ti meu lindo, sempre para ti Carlos Antunes.


Poema escrito por mim em 07-10-2014



quinta-feira, 6 de outubro de 2016

PAULO (excerto)

*
O passo do pássaro é o seu desejo de voar,
a mão do caçador é igual à mão que diz a Deus: adeus!,
deixei de crer em ti e creio só em mim. Mas quando creste
em ti acreditaste em Deus, o teu nome confessa-o,
foste tu que carregaste o Nome dentro do teu nome
Tu foste todas as dúvidas que fazem a certeza.
Aprendeste que da crueldade ao perdão vai apenas
a distância que cabe no peito de um homem, aprendeste
que as catedrais mais altas se erguem dentro de nós
e que o sangue dos inocentes é igual ao sangue dos culpados.
Só te culpo, Paulo, a ti que és inocente, justamente
da minha culpa, a minha pobre culpa nem menor nem maior
que a tua culpa; nem pior nem melhor do que a culpa de todos.
Só tu, Paulo, podes saber como esta dor é interminável,
como ser justo obriga a penas tão injustas
quantas as faces que oferecemos pelos outros.
Paulo, Deus está contigo porque está comigo,
Deus é o único ser que tem o teu nome
mas tem também o meu nome
porque chamar-se nada ou ter nome de nada
o obrigaria a escolher e Deus não escolhe,
determina.
Joaquim Pessoa
*
in Nomes
Litexa, 2002.

Imagem: A conversão de "São Paulo", pintura de 1600 pelo artista italiano Caravaggio.







quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Quem não tem nada, não chama inveja de ninguém... Melhor sentinela, é não ter portas.


Mia Couto in Terra Sonâmbula


Bjuivos no coração de todos.

Loba.

E AS LOUCAS HORAS

NÃO COMPRE ANIMAIS, ADOTE!!!BICHO É TUDO DE BOM .

NÃO COMPRE ANIMAIS, ADOTE!!!BICHO É TUDO DE BOM .