UIVANDO PELO MUNDO ...

Seja bem vindo ao Uivo da Loba

center>

sábado, 8 de dezembro de 2012

Que Nenhuma Estrela Queime o Teu Perfil


Que Nenhuma Estrela Queime o Teu Perfil

Que nenhuma estrela queime o teu perfil
Que nenhum deus se lembre do teu nome
Que nem o vento passe onde tu passas.


Para ti criarei um dia puro
Livre como o vento e repetido
Como o florir das ondas ordenadas.

Sophia de Mello Breyner Andresen

Pra ti meu lindo... sempre pra ti.
 — em Que nenhuma Estrela Queime o Teu Perfil.

Obscuro Domínio


Obscuro Domínio

Amar-te assim desvelado
entre barro fresco e ardor.
Sorver nos lábios fendidos
a luz da cal orvalhada.

Deslizar pela vertente
da garganta, ser música
onde o silêncio aflui
e se concentra.

Irreprimível queimadura
ou vertigem desdobrada
beijo a beijo,
brancura dilacerada.

Penetrar na doçura da areia
ou do lume,
na luz queimada
da pupila mais azul,

no oiro anoitecido
entre pétalas cerradas,
no alto e navegável
golfo do desejo,

onde o furor habita
crispado de agulhas,
onde faça sangrar
as tuas águas nuas.

Eugénio de Andrade

Pra ti meu lindo... sempre pra ti.

Imagem do Mar da Ilha de Luanda
 — em Obscuro Domínio.

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Enquanto segredo teu nome... 
Entoam os anjos canções ao nosso amor!

Loba.

Pra ti meu lindo... sempre pra ti.

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Mais amor por favor



Bom dia pessoas lindas, hoje acordei com disposição pra lutar pelos direitos humanitários, pelo respeito ao próximo, pelos valores morais, pela solidariedade, vivemos num mundo onde cada qual vale o que tem e eu acredito "mesmo que me chamem de utópica" que as pessoas ainda valem pelo que são e representam em sociedade, vamos resgatar os valores morais, sem falsos moralismos ou falsos pudores, va
mos nos respeitar mutuamente , vamos dar amor pois só se dando amor ao próximo é que podemos receber de volta a emanação poderosa desse sentimento, o mundo precisa de amor, as pessoas precisam de amor, e eu preciso de amor, e você, precisa também?
Eu ainda acredito na bondade do ser humano, serei eu talvez uma louca?











Bjuivos no coração

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Andava nua de mim
Alma em desalinho como cabelo ao vento
Andava assim na penumbra de ser
Do amor despida
Entraste-me alma a dentro
Rompendo a escuridão
Trouxeste-me Sol
Á tua claridade
Ousei chamar 
Amor


Loba

Pra ti meu lindo... sempre pra ti.

sábado, 15 de setembro de 2012

Retinas


Mata-me a distância
Sufoca-me a saudade
É o Mar que gravado está nas retinas
Teu rosto? Está em tudo!


Loba.

Pra ti meu lindo... sempre pra ti.
 — em Retinas.

Amar dói



Chama-me bruta...
Insensivel sei que não sou
Apenas escondo a dor que sinto
Camuflo rejeição
Finjo fortaleza
Engano a mim mesma
Tento disfarçar a dor de amar...


Loba
 — em Amar dói.

Meu Poema


Meu poema fala de estrelas
Fala do mar
Fala de ti
Das marés que vem e vão
Dos aviões que decolam sem mim
Meu poema é de felicidade embora triste eu fique na ausência...
Fala dos sonhos
Fala dos planos
Fala das estações que atravessamos
Fala do amor
Meu poema ilumina tudo
Pois são pra ti meus versos e és Tu o Sol.


Loba

Pra ti meu lindo... sempre pra ti.
 — em Meu Poema.

quinta-feira, 21 de junho de 2012

Meu Homem

Meu homem mora no mar...
Ele é quente e tem gosto de sal
Sua pele morena altiva tez.
Seus olhos são da cor da areia
escaldante...
Sua boca,
Ah! Sua boca...
Que afoga nela saliva de meus anceios.
Meu homem é do mar.
No mar ele vive.
Delírios loucos me vem
em ondas...
Sinto cheiro de maresia.


Por Loba

Pra Você Guardei o Amor
http://www.youtube.com/embed/1y7popBnOc8
Pra você guardei o amor
Que nunca soube dar
O amor que tive e vi sem me deixar
Sentir sem conseguir provar
Sem entregar
E repartir

Pra você guardei o amor
Que sempre quis mostrar
O amor que vive em mim vem visitar
Sorrir, vem colorir solar
Vem esquentar
E permitir

Quem acolher o que ele tem e traz
Quem entender o que ele diz
No giz do gesto o jeito pronto
Do piscar dos cílios
Que o convite do silêncio
Exibe em cada olhar

Guardei
Sem ter porque
Nem por razão
Ou coisa outra qualquer
Além de não saber como fazer
Pra ter um jeito meu de me mostrar

Achei
Vendo em você
E explicação
Nenhuma isso requer
Se o coração bater forte e arder
No fogo o gelo vai queimar

Pra você guardei o amor
Que aprendi vendo meus pais
O amor que tive e recebi
E hoje posso dar livre e feliz
Céu cheiro e ar na cor que arco-íris
Risca ao levitar

Vou nascer de novo
Lápis, edifício, tevere, ponte
Desenhar no seu quadril
Meus lábios beijam signos feito sinos
Trilho a infância, terço o berço
Do seu lar


Nando Reis

Pra ti meu lindo... sempre pra ti.
 — em Pra Você Guardei o Amor.

Cuida de Mim
http://www.youtube.com/embed/lWySkaaXqbc
Pra falar verdade, às vezes minto
Tentando ser metade do inteiro que eu sinto
Pra dizer as vezes que as vezes não digo
Sou capaz de fazer da minha briga meu abrigo
Tanto faz não satisfaz o que preciso
Além do mais quem busca nunca é indeciso
Eu busquei quem sou, voce pra mim mostrou
Que eu não sou sozinha nesse mundo.

Cuida de mim enquanto não esqueço de voce
Cuida de mim enquanto finjo que sou quem eu queria ser.
Cuida de mim enquanto não me esqueço de voce
Cuida de mim enquanto finjo, enquanto fujo.

Basta as penas que eu mesmo sinto de mim
Junto todas crio asas viro querubim
Sou da cor do tom, sabor e som que quiser ouvir
Sou calor, clarão e escuridão que te faz dormir
Quero mais, quero a paz que me prometeu
Volto atras se voltar atras assim como eu.

Busquei quem sou
Voce pra mim mostrou
Que eu não estou sozinho nesse mundo.

Cuida de mim enquanto não esqueço de voce
Cuida de mim enquanto finjo que sou quem eu queria ser.
Cuida de mim enquanto não me esqueço de voce
Cuida de mim enquanto finjo, enquanto fujo.


Teatro Mágico
...
 — em Cuida de Mim.

Quando penso em você
fecho os meus olhos e
vejo o mar...
a felicidade me vem
em ondas.

Pra ti meu lindo... sempre pra ti.

Por você eu atravessaria a nado o oceano sem ao menos me importar com os tubarões...

Samba e Amor
http://www.youtube.com/embed/7fA4k6pE6SM
Eu faço samba e amor até mais tarde
E tenho muito sono de manhã
Escuto a correria da cidade que arde
E apressa o dia de amanhã
De madrugada a gente 'inda se ama
E a fábrica começa a buzinar
O trânsito contorna, a nossa cama reclama
Do nosso eterno espreguiçar
No colo da bem vinda companheira
No corpo do bendito violão

Eu faço samba e amor a noite inteira
Não tenho a quem prestar satisfação

Eu faço samba e amor até mais tarde
E tenho muito mais o que fazer
Escuto a correria da cidade. Que alarde!
Será que é tão difícil amanhecer?
Não sei se preguiçoso ou se covarde
Debaixo do meu cobertor de lã

Eu faço samba e amor até mais tarde
E tenho muito sono de manhã.


Chico Buarque
 — em Samba e Amor.

Fúria de Titãs

Me queres adormecida a teu lado
Eu mulher insone das madrugadas
inimiga mortal de Morpheus
travo lutas incessantes...
Meu amor Poseidon interfere e
me embala nas ondas do mar.
Nessa guerra entre Morpheus e Poseidon,
Eros causador da confusão se apieda, e faz de mim sono.
Do mar minha alma é amante...
É com o mar que sonho.


Pra ti meu lindo... sempre pra ti.

Loba
 — em Fúria de Titãs.

Fome

Tenho fome de tua presença...
Fome de alma.
Saciar desejos no teu beijo.
Acalmar meus anseios no regaço do teu colo
Sentir tua mão em meus cabelos
Teu sorriso em meu olhar.
Necessito tua presença
Meu corpo reclama a ausência do teu
Minha língua clama tua saliva...
Meus passos rápidos, tentam em vão
encurtar a distância...
Me resta o sonho.
Cada vez que teu olhar atravessa o meu,
o amor me fala baixinho:
- Tenhas paciência mulher...
O Oceano é uma gota , bebe-o!


Loba

É amor o que sinto

É amor o que sinto
Quando vejo teus olhos e
me abres o sorriso.
quando tua voz rouca me viola os ouvidos.

É amor o que sinto

Teu olhar aprisionou o meu
meu coração tornou-se cativo.

É amor o que sinto

Nossa entrega secreta
Nosso amor estrangeiro
Nossas vidas reviradas
Nossos sonhos tão sonhados...
Nossos segredos tao nossos,
nos divertem e unem.

Es meu homem.
Sou tua mulher.

É só amor o que sinto.

Loba

Pra ti meu lindo, sempre pra ti...
 — em É amor o que sinto.


Portugal


Terra distante
Dona de minha alma
Portugal de meus pais
Portugal de minha infância
Do mar do Alentejo
Dos vinhos do Mouro

Portugal terra distante
Do Fado e dos amantes
Dos faróis e Rias
Portugal de outrora
nunca te quis como agora
Num Fado triste chora a viola
Na ausência do amor,
a distância se conforma.


Loba
 — em Portugal.


Soneto do Amor Total
http://www.youtube.com/embed/0WyCmlODbmI
Amo-te tanto, meu amor ... não cante
O humano coração com mais verdade ...
Amo-te como amigo e como amante
Numa sempre diversa realidade.

Amo-te afim, de um calmo amor prestante
E te amo além, presente na saudade.
Amo-te, enfim, com grande liberdade
Dentro da eternidade e a cada instante.

Amo-te como um bicho, simplesmente
De um amor sem mistério e sem virtude
Com um desejo maciço e permanente.

E de te amar assim, muito e amiúde
É que um dia em teu corpo de repente
Hei de morrer de amar mais do que pude.

Vinicius de Moraes

Pra ti meu lindo... sempre pra ti.
 — em Soneto do Amor Total.

Eu Te Devoro
http://www.youtube.com/embed/RSltbtS8h6o
Teus sinais
Me confundem
Da cabeça aos pés
Mas por dentro
Eu te devoro,
Teu olhar
Não me diz exato
Quem tu és
Mesmo assim
Eu te devoro...

Te devoraria
A qualquer preço,
Porque te ignoro,
Te conheço,
Quando chove ou
Quando faz frio,
Noutro plano
Te devoraria
Tal Caetano
A Leonardo DiCaprio...

É um milagre,
Tudo que Deus criou
Pensando em você,
Fez a via-láctea
Fez os Dinossauros,
Sem pensar em nada
Fez a minha vida
E te deu,
Sem contar os dias
Que me faz morrer,
Sem saber de ti
Jogado à Solidão,
Mas se quer saber
Se eu quero outra vida
Não! Não!

Eu quero mesmo é viver
Pra esperar, esperar
Devorar você...

Viver, viver
Pra esperar você,
Quero viver
Pra esperar você,
Quero esperar você...


Djavan

Pra ti meu lindo... sempre pra ti.
 — em Eu Te Devoro.

Eu não existo sem você
http://www.youtube.com/embed/FJjUvppRNcw
Eu sei e você sabe, já que a vida quis assim
Que nada nesse mundo levará você de mim
Eu sei e você sabe que a distância não existe
Que todo grande amor
Só é bem grande se for triste
Por isso, meu amor
Não tenha medo de sofrer
Que todos os caminhos
Me encaminham pra você

Assim como o oceano
Só é belo com luar
Assim como a canção
Só tem razão se se cantar
Assim como uma nuvem
Só acontece se chover
Assim como o poeta
Só é grande se sofrer
Assim como viver
Sem ter amor não é viver
Não há você sem mim
Eu não existo sem você


Vinícius de Moraes

Pra ti meu lindo... sempre pra ti. Feliz dia dos namorados, eu te amo, tu o sabes...
 — em Eu não existo sem você.

O que será
http://www.youtube.com/embed/q0RjFhymjho
O que será que me dá
Que me bole por dentro, será que me dá
Que brota à flor da pele, será que me dá
E que me sobe às faces e me faz corar
E que me salta aos olhos a me atraiçoar
E que me aperta o peito e me faz confessar
O que não tem mais jeito de dissimular
E que nem é direito ninguém recusar
E que me faz mendigo, me faz suplicar
O que não tem medida, nem nunca terá
O que não tem remédio, nem nunca terá
O que não tem receita

O que será que será
Que dá dentro da gente e que não devia
Que desacata a gente, que é revelia
Que é feito uma aguardente que não sacia
Que é feito estar doente de uma folia
Que nem dez mandamentos vão conciliar
Nem todos os ungüentos vão aliviar
Nem todos os quebrantos, toda alquimia
Que nem todos os santos, será que será
O que não tem descanso, nem nunca terá
O que não tem cansaço, nem nunca terá
O que não tem limite

O que será que me dá
Que me queima por dentro, será que me dá
Que me perturba o sono, será que me dá
Que todos os tremores me vêm agitar
Que todos os ardores me vêm atiçar
Que todos os suores me vêm encharcar
Que todos os meus nervos estão a rogar
Que todos os meus órgãos estão a clamar
E uma aflição medonha me faz implorar
O que não tem vergonha, nem nunca terá
O que não tem governo, nem nunca terá
O que não tem juízo


Chico Buarque
 — em O que será.



Todo amor que houver nesta vida
http://www.youtube.com/embed/DGh0FLLqy48
Eu quero a sorte de um amor tranqüilo
Com sabor de fruta mordida
Nós na batida, no embalo da rede
Matando a sede na saliva.

Ser teu pão, ser tua comida
Todo amor que houver nessa vida
E algum trocado pra dar garantia.

E ser artista no nosso convívio
Pelo inferno e céu de todo dia
Pra poesia que a gente não vive
Transformar o tédio em melodia.

Ser teu pão, ser tua comida
Todo amor que houver nessa vida
E algum veneno antimonotonia.

E se eu achar a tua fonte escondida
Te alcanço em cheio, o mel e a ferida
E o corpo inteiro como um furacão
Boca, nuca, mão e a tua mente não.

Ser teu pão, ser tua comida
Todo amor que houver nessa vida
E algum remédio que me dê alegria.


Frejat e Cazuza

Pra ti meu lindo... sempre pra ti.
 — em Todo amor que houver nesta vida.

Pescador

Divido meu homem com o Mar...
Ele labuta na agua os prazeres que se degustam em terra.
Meu Pescador é forte, altivo e moreno.
Meu Pescador vive ao Mar...
Ele volta na noite me contando façanhas...
Revirando minhas entranhas entre o o prazer e a dor.
Meu Pescador é suave, sua voz é brisa, seu corpo é Mar.
Meu Pescador traz no seu balaio minhas emoções...
Revira meus sentimentos, me faz fogo , me faz louca...
Meu Pescador tranquilamente pesca de dentro de mim o melhor.
Meu Pescador é do Mar ...
Nosso amor são ondas!

Loba.

Fiz agora pra ti meu lindo, sempre pra ti.
 — comvaléria russo em Pescador.


Anjo
http://www.youtube.com/embed/vGLnR34XqQs
Um anjo veio do céu ontem
Ela permaneceu comigo apenas o suficiente para me salvar
Ela contou-me uma história ontem
Sobre o doce amor entre lua e profundo mar azul
E então pos suas asas sobre mim
E disse que ia voltar amanhã

Então eu disse, "voe meu doce anjo
Voe através do céu...
Voe no meu lindo anjo
Amanhã estarei ao seu lado"

Eu estava certo de que ela viria até mim esta manhã...
Com asas de prata mostradas em silhueta de encontro ao sol brilhando
Então meu anjo veio até mim e disse
"É hoje o dia que você irá levantar-se
Pegue minha mão, você será o meu homem
Você irá levantar-se"
Então ela prestou atenção...

E eu disse, "voe meu doce anjo...
Voe através do céu,
Voe meu doce anjo
Para sempre estarei ao seu lado"


Jimi Hendrix

Obrigada meu lindo, eu amo você!!!
 — em Anjo.

Dois

Madrugadas insones só nossas...
Loucas risadas e o desejo ardente...
Infindáveis noites onde fatal é o sentimento que nos une em cumplicidade.
Somos dois em uma só viagem de prazer e luxúria.
Somos lua e mar...
somos terra e sol...
Somos menino e menina brincando com tudo ao redor.
Eu adormeço em paz na certeza de ter-te
Tu, velas em mim o sono onde sonho contigo.
Ouço as ondas do mar...


Loba

Pra ti meu lindo... sempre pra ti.
 — em Dois.


Cavalgada
http://www.youtube.com/embed/VQimEYIwXDo
Vou cavalgar por toda a noite
Por uma estrada colorida,
Usar meus beijos como açoite
E a minha mão mais atrevida.

Vou me agarrar aos seus cabelos
Pra não cair do seu galope.
Vou atender aos meus apelos
Antes que o dia nos sufoque.

Vou me perder de madrugada
Pra te encontrar no meu abraço.
Depois de toda a cavalgada
Vou me deitar no seu cansaço

Sem me importar se neste instante
Sou dominado ou se domino.
Vou me sentir como um gigante
Ou nada mais do que um menino.

Estrelas mudam de lugar;
Chegam mais perto só pra ver
E ainda brilham de manhã
Depois do nosso adormecer.

E na grandeza deste instante
O amor cavalga sem saber;
E na beleza desta hora
O sol espera pra nascer.

Roberto Carlos
 — em Cavalgada.

As Baleias
http://www.youtube.com/embed/rl7hPlbDBdk

Não é possivel que você suporte a barra
De olhar nos olhos do que morre em suas mãos
E ver no mar se debater o sofrimento
E até sentir-se um vencedor neste momento

Não é possivel que no fundo do seu peito
Seu coração não tenha lágrimas guardadas
Pra derramar sobre o vermelho derramado
No azul das águas que voce deixou manchadas

Seus netos vão te perguntar em poucos anos
Pelas baleias que cruzavam oceanos
Que eles viram em velhos livros
Ou nos filmes dos arquivos
Dos programas vespertinos de televisão

O gosto amargo do silêncio em sua boca
Vai te levar de volta ao mar e à fúria louca
De uma cauda exposta aos ventos
Em seus últimos momentos
Relembrada num troféu em forma de arpão

Como é possível que voce tenha coragem
De não deixar nascer a vida que se faz
Em outra vida que sem ter lugar seguro
Te pede a chance de existência no futuro

Mudar seu rumo e procurar seus sentimentos
Vai te fazer um verdadeiro vencedor
Ainda é tempo de ouvir a voz dos ventos
Numa canção que fala muito mais de amor

Seus netos vão te perguntar em poucos anos
Pelas baleias que cruzavam oceanos
Que eles viram em velhos livros
Ou nos filmes dos arquivos
Dos programas vespertinos de televisão

O gosto amargo do silêncio em sua boca
Vai te levar de volta ao mar e à furia louca
De uma cauda exposta aos ventos
Em seus últimos momentos
Relembrada num troféu em forma de arpão

Não é possivel que você suporte a barra

Roberto Carlos
 — em As Baleias.


Te amo
http://www.youtube.com/embed/AoCC9rVYi28
Mas o pior não é não conseguir
É desistir de tentar
Não acredite no que eles dizem
Perceba o medo de amar
Eu cresci ouvindo anedotas, clichês e
Chacotas
Frustrações
Sobre amasiar, se casar
Se entregar seria fraquejar

Te amo, te amo, te amo

E se o tempo levar você
E um dia eu te olhar e não te reconhecer
E se o romance se desconstruir
Perder o sentido
E eu me esquecer por ai
Mas nós somos um quadro de Klimt
"O Beijo" para sempre fagulhando em cores
Resistindo a tudo seremos
Dois velhos felizes
De mãos dadas numa tarde de sol
Pra sempre

Te amo, te amo, te amo


Vanessa da Mata

Pra ti meu lindo... sempre pra ti.
 — em Te amo.




Apetece-me


Quero matar minha sede no sal do teu mar
Enroscar minhas pernas nas tuas
Dedinhos safados a desbravar os contornos
Me adorno pra ti
Cabelo em desalinho roçando o lençol
Te espreito enquanto me devoras com teu olhar
Arqueio as costas e sorrio pra ti
Carne, fogo e luxúria
Meu sangue Latino quente pulsa
Mordo o lábio daquele jeito que tu bem sabes
Faço-te pecador.
No desvario total do corpo não presente, navega-me...
Apetece-me ser mar onde és sol!

Loba

Pra ti meu lindo... sempre pra ti
 — em Apetece-me.

quarta-feira, 20 de junho de 2012


http://www.youtube.com/embed/lWySkaaXqbc
Cuida de mim

Pra falar verdade, às vezes minto
Tentando ser metade do inteiro que eu sinto
Pra dizer as vezes que às vezes não digo
Sou capaz de fazer da minha briga meu abrigo
Tanto faz não satisfaz o que preciso
Além do mais, quem busca nunca é indeciso
Eu busquei quem sou;
Você, pra mim, mostrou
Que eu não sou sozinho nesse mundo.

Cuida de mim enquanto não esqueço de você
Cuida de mim enquanto finjo que sou quem eu queria ser.
Cuida de mim enquanto não me esqueço de você
Cuida de mim enquanto finjo, enquanto finjo, enquanto fujo.

Basta as penas que eu mesmo sinto de mim
Junto todas, crio asas, viro querubim
Sou da cor, do tom, sabor e som que quiser ouvir
Sou calor, clarão e escuridão que te faz dormir
Quero mais, quero a paz que me prometeu
Volto atrás, se voltar atrás assim como eu.

Busquei quem sou
Você, pra mim, mostrou
Que eu não sou sozinho nesse mundo.

Cuida de mim enquanto não me esqueço de você
Cuida de mim enquanto finjo que sou quem eu queria ser.
Cuida de mim enquanto não me esqueço de você
Cuida de mim enquanto finjo, enquanto fujo, enquanto finjo.

Pra ti meu lindo... sempre pra ti.

Teatro Mágico
 — em Cuida de mim.
mo-te tanto! e nunca te beijei,
E nesse beijo, amor que não te dei?
Guardo os versos mais lindos que fiz...

Florbela Espanca

Pra ti meu lindo... sempre pra ti.

E AS LOUCAS HORAS

NÃO COMPRE ANIMAIS, ADOTE!!!BICHO É TUDO DE BOM .

NÃO COMPRE ANIMAIS, ADOTE!!!BICHO É TUDO DE BOM .