UIVANDO PELO MUNDO ...

Seja bem vindo ao Uivo da Loba

center>

sábado, 9 de julho de 2016

Está tudo Azul?

Esta postagem é uma participação na festa de aniversário de 7 anos do blogue:http://www.idade-espiritual.com.br/2016/07/espaco-sagrado-esta-tudo-azul.htmlzul.html da amiga querida Rosélia Bezzera



Está tudo Azul?


Dizem que a vida tem as cores que a gente pinta...

A minha tem as cores do Sol, do Mar e do Amor.

Do infinito arco iris.

Do Oceano que após navegado me levou ao cais da tranquilidade.

Da vida que deixei pra trás e da nova que me transcende e fortalece.

De um Velho Continente onde descubro curiosas possibilidades.

De um sonho que tornou-se realidade.

Do infinito azul do Mar de Pessoa, onde as lágrimas de Portugal transformam-se em esperança.

Sim, tudo é azul no mirar do novo céu.

Da alvorada ao magnífico por do Sol abençoando esta terra, sim:

_Tudo é azul no Algarve.


Loba.

Alvorada na Praia de Faro - Algarve -Portugal  Fotografia de Diamantino Inácio.


Praia de Faro fotografia de  Valéria Russo Http://uivodaloba.blogspot.com
Por do Sol na praia de Faro - Algarve, fotografia de Diamantino Inácio.


Praia de Faro ao entardecer, fotografia de Diamantino Inácio

Ria Formosa ao Por do Sol , fotografia de Diamantino Inácio
Faro  imagem da cidade e da Ria Formosa



Bjuivos no coração de todos.

Loba.




sexta-feira, 27 de maio de 2016

Sobre Beatriz

Sobre Beatriz.
Sim, ela foi mãe aos 13 anos, assim como outras tantas que conheço...
Sim, ela gosta de roupas curtas, assim como a maioria das meninas da idade dela e mulheres da minha idade também...
Sim, ela frequenta as comunidades e curte baile funk, como a maioria das meninas ditas bem nascidas também o fazem...
Sim, dizem que é usuária de drogas, mas quantos que agora estão lendo isto o foram ou ainda são?
Sim, ela foi barbaramente violentada por 30, sim você leu bem, trinta monstros, pois homens não violam meninas, homens não maltratam mulheres.
Mas ainda assim a culpam, dizem alguns que ela mereceu... Quem merece passar por essa violência?
O estupro coletivo aconteceu com Beatriz, mas poderia ser com qualquer uma de nós ou qualquer um de nossos filhos, sendo estes meninas ou meninos, sendo uma mãe, um pai, uma avó de família ou até mesmo você, que agora lê o que escrevo. Mas isso é inimaginável, pois são todos bem nascidos, bem criados, tem uma família que os protege e boa educação, não são drogados , apenas fazem "uso" de alguma substância para relaxar do stress diário, não saem "provocando" os homens por ai "pedindo" para ser violados, não é mesmo?
A sociedade está corrompida, os valores invertidos.
Existe o crime porque as supostas vítimas é quem criam as situações para que isso aconteça, senão, a sociedade estaria livre da violência e dos crimes, assim afirmam alguns. Pois saiba que esse é o pensamento de uma minoria hipócrita, corrupta, sugestionável, uma geração de monstros criados por uma sociedade que não nasceu de um ventre materno, mas sim, dos dutos de esgoto que escoam toda a podridão fétida da alma dita humana.
Ontem foi Beatriz, mas todos os dias são centenas de Marias, Pedros, Paulos, Márcias, etc, que sofrem violência pelo mundo e tem suas bocas caladas por mãos sujas pelo seu sangue que escorre silencioso, enquanto os algozes saem impunes.
Mais um caso bizarro, mais um crime que acontece numa sociedade doente, que precisa urgentemente mudar seu modo de agir e pensar para que possa sobreviver a si mesma e impedir que nos tornemos ainda mais cruéis e indignos de sermos chamados de seres humanos.
Justiça, punição e misericórdia é o que pedimos aos homens de bem.
Que Beatriz não caia no esquecimento desta nossa sociedade de memória curta, com muitos dedos apontados, mas poucas mãos estendidas ao próximo.

https://uivodaloba.blogspot.com
#‎cartaparaBeatriz‬

terça-feira, 3 de maio de 2016

Logo estou voltando

Amigos e amigas, por motivo da minha tendinite crônica no ombro e braço direito e por começar a fisio, estou temporariamente proibida de escrever muito, mas semana que vem já espero poder interagir mais por aqui...
Deixo bjuivos no  coração de todos.

Loba

segunda-feira, 25 de abril de 2016

Canta

Canta

Atreve-te a julgar. Julga os outros julgando-te a ti mesmo.
A natureza das coisas é a tua natureza. Respira-te, despe-te,
faz amor com as tuas convicções, não te limites a sorrir
quando não sabes mais o que dizer. Os teus dentes estão
lavados, as tuas mãos são amáveis, mas falta-te decisão
nos passos e firmeza nos gestos. Procura-te. Tenta encontrar-te
antes que te agarre a voracidade do tempo. Faz as coisas com
paixão. Uma paixão irrequieta, que não te dê descanso
e te faça doer a respiração. Aspira o ar, bebe-o com força,
é teu, nem um cêntimo pagarás por ele. Quanto deves
é à vida, o que deves é a ti mesmo.
Canta.
Canta a água e a montanha e o pescoço do rio,
e o beijo que deste e o beijo que darás, canta
o trabalho doce da abelha e a paciência com que crescem
as árvores, canta cada momento que partilhas com amigos,
e cada amigo como um astro que desperta
no firmamento breve do teu corpo.
E canta o amor.
E canta tudo o que tiveres razão para cantar.
E o que não souberes e o que não entenderes, canta.
Não fujas da alegria. A própria dor ajuda-te a medir
a felicidade. Carrega nos teus ombros
os séculos passados e os séculos vindouros,
muito do pó que sacodes já foi vida, talvez beleza, orgulho,
pedaços de prazer. A estrela que contemplas talvez já não
exista, quem sabe?, o que te ajudou a ser vida
de quantas vidas precisou. Canta!
Se sentires medo, canta.
Mas se em ti não couber a alegria, não pares de cantar.
Canta. Canta. Canta. Canta. Canta. Constrói o teu amor,
vive o teu amor, ama o teu amor. De tudo
o que as pessoas querem, o que mais querem é o amor.
Sem ele nada nunca foi igual, nada é igual,
nada será igual alguma vez.
Canta.
Enquanto esperas, canta.
Canta quando não quiseres esperar.
Canta se não encontrares mais esperança.
E canta quando a esperança te encontrar.
Canta porque te apetece cantar e porque gostas
de cantar e porque sentes que é preciso cantar.
E canta quando já não for preciso. Canta
porque és livre. E canta se te falta
a liberdade.


Joaquim Pessoa, in Vou-me Embora de Mim (Litexa, 2002)


https://uivodaloba.bloguespot.com

terça-feira, 19 de abril de 2016

Eu - Mulher

Eu-Mulher

Uma gota de leite
me escorre entre os seios.
Uma mancha de sangue
me enfeita entre as pernas.
Meia palavra mordida
me foge da boca.
Vagos desejos insinuam esperanças.
Eu-mulher em rios vermelhos
inauguro a vida.
Em baixa voz
violento os tímpanos do mundo.
Antevejo.
Antecipo.
Antes-vivo
Antes – agora – o que há de vir.
Eu fêmea-matriz.
Eu força-motriz.
Eu-mulher
abrigo da semente
moto-contínuo
do mundo.

Conceição Evaristo, em "Poemas da recordação e outros movimentos". Belo Horizonte


Https://uivodaloba.blospot.com

quinta-feira, 14 de abril de 2016

Borboletas

Borboletas

Borboletas me convidaram a elas.

O privilégio insetal de ser uma borboleta me atraiu.

Por certo eu iria ter uma visão diferente dos homens e das coisas.

Eu imaginava que o mundo visto de uma borboleta seria, com certeza, um mundo livre aos poemas.

Daquele ponto de vista:

Vi que as árvores são mais competentes em auroras do que os homens.

Vi que as tardes são mais aproveitadas pelas garças do que pelos homens.

Vi que as águas têm mais qualidade para a paz do que os homens.

Vi que as andorinhas sabem mais das chuvas do que os cientistas.

Poderia narrar muitas coisas ainda que pude ver do ponto de vista de uma borboleta.

Ali até o meu fascínio era azul.



Manoel de Barros, no livro “Ensaios fotográficos”. Rio de Janeiro: Record, 2000.
https://uivodaloba.glospot.com

quarta-feira, 13 de abril de 2016

Talharim com Almôndegas Caseiras Á Moda da Val.

Este post é sobre minhas receitas caseiras, nada excepcional, apenas comidinhas gostosas e fáceis de fazer no dia dia e que conforme prometido, estarei partilhando com vocês.

Talharim

1 pacote  talharim (massa seca) aqui utilizei da marca Milanesa, mas pode também ser feito com massa fresca, fica a vontade do freguês, eu utilizei um pouco mais da metade do pacote de 500g (marido não é muito chegado a massas rsrsrs) essa quantia para três pessoas.

Numa panela grande coloquei dois litros de água, um fio de azeite (pode ser óleo de soja ou outro) e um punhado bem pequeno de sal e uma folhinha de manjericão (deixa a massa mais saborosa).

O tempo de cozimento vai depender da qualidade da massa (grão duro ou normal) eu gosto ao dente. Uma média de 15 minutos com as massas daqui pois são mais durinhas , as brasileiras são mais rápidas, então esteja atento e "prove a massa" para saber o ponto que vc gosta.
Depois de pronto escorra a massa e não cometa o crime de passa-la por água fria, apenas escorra e acrescente um fio de azeite para que não grude, por isso aconselho a preparar sempre o acompanhamento da massa antes, pois assim vc poderá comer a massa quentinha e muito mais saborosa.

Almôndegas Á Moda da Val.

1/2 kg de carne moida (carne picada aqui em Portugal)

Meia cebola pequena ralada.

Pasta de alho ou dentinhos de alho picados, vai a gosto, prefiro em pasta para este prato para facilitar as almondegas e se quiser frita-las não queimarem.

1 pacote de creme de cebolas ou sopa creme de cebola(aquela que se acha em qualquer supermercado e de qualquer marca)

Pimenta do reino  e uma pitada boa de canela (a gosto).

Umas gotas de molho inglês, opcional tb.

Junte todos os ingredientes menos a sopa de cebola e amasse bem, quando estiver bem homogêneo, acrescente aos poucos o creme de cebolas, vá misturando e amassando até sentir que dá pra enrolar os bolinhos, use o pacote todo.

Molde bolinhas e reserve.


Molho de Tomates

Utilizei duas caixinhas pequenas de molho ao sugo pronto, acrescentei cebola, alho, pimenta do reino (pouca) ou pimenta preta como preferirem, é a mesma coisa. Salsa, cebolinhos e um pouco de coentros, tudo bem picadinho.

Refoguei a cebola, alhos, acrescentei o molho, deixei levantar fervura e ai coloquei os temperos verdes, quando o molho estava fervendo, fui acrescentando uma a uma as bolinhas de carne, por isso utilize uma panela grande para que estas tenham espaço e não se desfaçam , deixei cozinhar um pouco, depois mexi para que todas ficassem dentro do molho, cozinhei por uns dez minutos. As almôndegas tb podem ser fritas em óleo quente e depois serem acrescentadas ao molho ou servidas a parte, vai do gosto de cada um. Mas acho mais saudável apenas coze-las, ficam deliciosas e firmes.

Junte as almôndegas a massa já cozida ( eu prefiro individualizar fazendo isso no prato, pois cada um gosta de um jeito, uns com mais e outros com menos molho) e acrescente uma generosa porção de queijo parmesão ralado ou mussarela ralada por cima e sirva quente.

Bom apetite!

Bjuivos da Loba.

Obs: A fotografia é da net, esqueci de fotografar, apenas para ilustrar, lapso meu, peço desculpas.
Https://uivodaloba.blogspot.com





E AS LOUCAS HORAS

NÃO COMPRE ANIMAIS, ADOTE!!!BICHO É TUDO DE BOM .

NÃO COMPRE ANIMAIS, ADOTE!!!BICHO É TUDO DE BOM .